Sofrer não está mais nos meus planos, daí, o amor meio que desaparece junto. É arriscado demais amar alguém. É doloroso demais suportar os próprios problemas e ainda assim, se preocupar em saber se um outro alguém dormiu bem, rindo e disfarçando as próprias olheiras.

— Matheus Rocha   (via neuralista)
day 4/09 · 375 · (via) · originally from · reblog this

Queria muito ter com quem conversar, poder contar como foi meu dia, ter um amigo pra chamar de irmão, mas sei lá, alguns até dizem que estão ali pra te ajudar, mas basta você começar a falar que eles ignoraram ou simplesmente mostram que não tem interesse nenhum no que aconteceu com você. Pensam que você somente procura por interesse e com isso mal te respondem, mas quando precisam é a você que eles vem atrás pedindo um ombro amigo pra desabafar e até mesmo chorar. E como sempre a pessoa que possui “bom coração” é aquela que se pode confiar. Ela está ali disposta a te ajudar e dar a mão, mesmo sabendo que a ignora quando ela precisa de você. Mas ela sabe que não é sendo egoísta que vai ser melhor. No final acaba se tornando uma pessoa fria e ignorante. Por fim termina sozinho, sem amigo, sem amor, somente sozinho.

Henrique Mendes  (via neuralista)
day 4/09 · 4413 · (via) · originally from · reblog this

day 4/09 · 1210 · (via) · · reblog this

“Só ele viu meu corpo de verdade, minha alma de verdade, meu prazer de verdade, meu choro baixinho embaixo da coberta com medo de não ser bonita e inteligente. Só para ele eu me desmontei inteira porque confiei que ele me amaria mesmo eu sendo desfigurada, intensa e verdadeira.”
— Tati Bernardi

— (via lovejejeba)
day 4/09 · 31 · (via) · · reblog this

day 4/09 · 27100 · (via) · originally from · reblog this

Um dia você vai encontrar o homem da sua vida. Seu melhor amigo, sua alma gêmea, aquele que você poderá contar seus sonhos. Ele vai tirar seu cabelo dos olhos. Te enviar flores quando você menos esperar. Ele vai ficar admirando você durante os filmes, mesmo que ele tenha pago 8 reais para assistir. Ele vai te ligar para dizer boa noite só porque ele sente sua falta. Ele vai olhar no fundo de seus olhos e dizer que você é a garota mais bonita do mundo. E pela primeira vez em sua vida, você vai acreditar.

Nicholas Sparks. (via promessasvazias)
day 4/09 · 37330 · (via) · originally from · reblog this

Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida. Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, eu sinto saudades. Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei. Sinto saudades da minha infância, do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro, do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser. Sinto saudades do presente, que não aproveitei de todo, lembrando do passado e apostando no futuro. Sinto saudades do futuro, que se idealizado, provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser. Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei! De quem disse que viria e nem apareceu; de quem apareceu correndo, sem me conhecer direito, de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer. Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito! Daqueles que não tiveram como me dizer adeus; de gente que passou na calçada contrária da minha vida e que só enxerguei de vislumbre. Sinto saudades de coisas que tive e de outras que não tive mas quis muito ter. Sinto saudades de coisas que nem sei se existiram. Sinto saudades de coisas sérias, de coisas hilariantes, de casos, de experiências. Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer. Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar. Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar. Sinto saudades das coisas que vivi e das que deixei passar, sem curtir na totalidade. Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que… não sei onde… para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi… vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades em japonês, em russo, em italiano, em inglês… mas que minha saudade, por eu ter nascido no Brasil, só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota. Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria, espontaneamente quando estamos desesperados… para contar dinheiro… fazer amor… declarar sentimentos fortes… seja lá em que lugar do mundo estejamos. Eu acredito que um simples “I miss you” ou seja lá como possamos traduzir saudade em outra língua, nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha. Talvez não exprima corretamente a imensa falta que sentimos de coisas ou pessoas queridas. E é por isso que eu tenho mais saudades. Porque encontrei uma palavra para usar todas as vezes em que sinto este aperto no peito, meio nostálgico, meio gostoso, mas que funciona melhor do que um sinal vital quando se quer falar de vida e de sentimentos. Ela é a prova inequívoca de que somos sensíveis. De que amamos muito o que tivemos e lamentamos as coisas boas que perdemos ao longo da nossa existência.

Clarice Lispector, Saudades.   (via inverbos)
day 4/09 · 25677 · (via) · originally from · reblog this

day 4/09 · 450507 · (via) · · reblog this

day 4/09 · 758822 · (via) · originally from · reblog this

day 29/08 · 33440 · (via) · originally from · reblog this

Eu chorei porque precisava de colo, porque precisava te mostrar a minha fragilidade escondida no meu mau-humor.

Tati Bernardi (via encenou)
day 14/08 · 16117 · (via) · originally from · reblog this

É decepcionante quando as pessoas não atendem às nossas expectativas.

American Horror Story.  (via atitudes-certas)
day 12/08 · 22035 · (via) · originally from · reblog this

Não dava mais, eu não possuía estrutura emocional para bancar um relacionamento desse tipo.

Gabito Nunes.  (via abismadora)
day 12/08 · 3251 · (via) · originally from · reblog this

day 12/08 · 19571 · (via) · originally from · reblog this

day 12/08 · 536 · (via) · originally from · reblog this